Pesquisas Realizadas

Título: Voto Pessoal e Representação Política: o Caso Brasileiro

Resumo: O objetivo da pesquisa é analisar os efeitos do sistema eleitoral proporcional de lista aberta sobre a representação política no Brasil. A hipótese é que enquanto a lista aberta incentiva o voto no candidato, a representação proporcional permite que diferentes grupos da sociedade escolham candidatos próprios para defender seus interesses. Tendo em vista  a diversidade do mercado eleitoral brasileiro, espera-se que a representação proporcional criará dinâmicas de voto pessoal diferentes que resultarão em estratégias de atuação parlamentar diversas, dependendo do grupo da sociedade ao qual o deputado representa. Espera-se encontrar na Câmara dos Deputados parlamentares com comportamento parlamentar desde o mais particularista ao mais programático. Busca-se demonstrar que distintos perfis sociais e demográficos das bases eleitorais resultarão em incentivos diversos de atuação parlamentar.

Responsável: Natalia Maciel

Apoio: Faperj – Programa de Apoio ao Pós-Doutorado no Estado do Rio de Janeiro

Produto da Pesquisa: Personal Vote and Proportional Representation in Unequal Societies.

_________________________________________________________________

Título: Cobertura jornalística: Eleições Presidenciais 2006

Resumo: Análise quantitativa da cobertura jornalística sobre os principais candidatos à Presidência da República nos principais jornais do país, a partir da mesma metodologia já utilizada nos últimos pleitos. Monitoramento da visibilidade (aparições), valência das matérias (positiva, negativa ou neutra), enquadramento, temas (agenda-setting) e características formais relativas à paginação, posicionamento, imagens e títulos.

Responsável: Equipe Doxa.

Apoio: Faperj, CNPq e FINEP.

Produtos previstos: Monografias de graduação, artigos, participação em congressos e eventos, pesquisas de mestrado e doutorado, livros coletivos e/ou individuais.


Título: Cobertura jornalística: eleições municipais 2004

Resumo: Análise quantitativa da cobertura jornalística sobre os principais candidatos no Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Curitiba, a partir da mesma metodologia já utilizada nos últimos pleitos. Monitoramento da visibilidade (aparições), valência das matérias (positiva, negativa ou neutra), enquadramento, temas (agenda-setting) e características formais relativas à paginação, posicionamento, imagens e títulos.

Responsável: Equipe Doxa.

Apoio: Faperj, CNPq e FINEP.

Produtos previstos: Monografias de graduação, artigos, participação em congressos e eventos, pesquisas de mestrado e doutorado, livros coletivos e/ou individuais.


Título: Eleições Gerais 2002: Participação, Propaganda Política e Escolhas Eleitorais .

Resumo: Este projeto, a exemplo do projeto eleições municipais 2000, é um esforço coletivo do grupo de estudo sobre Mídia e Eleições, criado no âmbito da Anpocs. Os objetivos são os de estudar, de forma integrada, os efeitos das campanhas eleitorais e da cobertura jornalística na produção as vontades políticas e intenções de voto dos eleitores. Neste ano de 2001 foi dedicado à montagem do desenho das pesquisas a serem aplicadas no acompanhamento das eleições de 2002. Este projeto está ainda integrado ao projeto do colega Jairo Nicolau (IUPERJ), especialmente na realização do survey nacional sobre comportamento eleitoral e intenção do voto. O grupo Mídia e Eleições tem a coordenação de Marcus Figueiredo (IUPERJ) e Vera Chaia (PUC-SP), com a participação de colegas de várias instituições (ver abaixo equipe do projeto eleição 2000). Participam ainda deste projeto estudantes do IUPERJ e os estagiários do Doxa. As linhas de pesquisa em andamento cobrem as seguintes áreas.


Título : Eleições Municipais 2000.

Resumo: Análise das eleições municipais em algumas capitais (Porto Alegre, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Salvador), tendo três fontes empíricas para o estudo da formação da preferência eleitoral: cobertura jornalística, propaganda eleitoral e pesquisas pré-eleitorais. Concebido como um estudo comparativo, o projeto conta, ainda, com a participação de alunos do IUPERJ. Este projeto foi c e já apresentou os seguintes produtos:

Equipe: Marcus Figueiredo (IUPERJ), Alessandra Aldé (Doxa/IUPERJ), Vera Chaia (PUC-SP), Fernando Azevedo (UFSCar), Rogério Schmitt (USP), Flávio Silveira (PUC-RS), Mauro Porto (UNB), Rachel Meneguello (UNICAMP), Mário Fuks (UFPR) e Albino Rubim (UFBa).

Apoios: CAPES, CNPq, FAPERJ, Correio Braziliense e Instituto Vox Populi.

Produtos:

Estratégia, Mídia e Voto – A disputa eleitoral em 2000 . Flávio Silveira (org.) Editora Edipuc, Porto Alegre, no prelo.

“Os eleitores e as vitórias por um espirro”. Marcus Figueiredo. Revista Inteligência , n° 12, janeiro/fevereiro/março 2001.

“César Versus Conde e a Nova Política Carioca: Disputa eleitoral no Rio de Janeiro, 2000”. Marcus Figueiredo, Luciana Veiga e Alessandra Aldé. In Flávio Silveira (org.) Estratégia, Mídia e Voto – A disputa eleitoral em 2000 . Editora Edipuc, Porto Alegre, no prelo.

“São Paulo, 2000: Embate Partidário, Mídia e Comportamento Eleitoral”. AZEVEDO, F. A. F., CHAIA, V., SCHIMITT, R., Meneguello, R. In: Flávio Silveira (org.) Estratégia, Mídia e Voto. A Disputa Eleitoral em 2000 , Editora PUC-RS, Porto Alegre,  2002.

“A Agenda da Mídia nas Eleições Municipais de São Paulo 2000”. AZEVEDO, F. A. F. in Rejane Aciolly de Carvalho e Auxiliadora Lemenhe (orgs.), Campanhas Eleitorais no Brasil: 2000 . Editora UFCE, Fortaleza, 2002.

A Eleição Paulistana de 2000 na Folha e no Estadão . Luana Costal Prado, Dissertação de Mestrado, IUPERJ, 2001.

A eleição Carioca de 2000: a cobertura do Jornal do Brasil, do O Globo e do O Dia , Denise Rodrigues, Dissertação de Mestrado, IUPERJ, 2001.

“A Campanha Eleitoral em Curitiba no ano 2000”. Emerson Urizzi Cervi, Revista Eletrônica Conjuntura Política(http://cevep.ufmg.br/bacp). Julho 2000.

” Em Curitiba a vaca quase voou – impressões sobre os resultados eleitorais de 2000″. Emerson Urizzi Cervi,Revista Eletrônica Conjuntura Política (http://cevep.ufmg.br/bacp). Novembro 2000.

Relatório da cobertura jornalística, várias cidades.


Título: Eleições Gerais 98: Participação, Propaganda Política e Escolhas Eleitorais.

Resumo: Este projeto foi concebido como um estudo integrado da comunicação política, do processo eleitoral e do comportamento eleitoral da sociedade, tendo como foco as eleições de 1998. Constituído de três subprojetos (ver relatório 2000), foi encerrado em 2001.

Coordenação: Marcus Figueiredo (IUPERJ).

Produtos:

– A Construção da Política. Alessandra Aldé, Tese de Doutorado em Ciência Política, IUPERJ, 2001.

– Em busca das razões do voto. Luciana Fernandes Veiga. Tese de Doutorado em Ciência Política, IUPERJ, 2001.

– Do Bolso para as Urnas: A Influência da Economia na Escolha entre Fernando Henrique Cardoso e Lula na Eleição de 1998. Malco Braga Camargos, Dissertação de Mestrado em Ciência Política, IUPERJ, 1999.

– A Disputa Política na Televisão. Luiz Ademir de Oliveira. Dissertação de Mestrado em Ciência Política, IUPERJ, 1999.

– “Manipulações Cognitivas da Política: O Eleitor Comum diante da Campanha Presidencial de 1998”, de Luciana Veiga e Raul Magalhães, in R. Figueiredo (org.), Marketing Político e Persuasão Eleitoral, São Paulo, Fundação Konrad Adenauer, 2000.

– “A Pesquisa Qualitativa na Política: Grupos de Discussão e Entrevistas em Profundidade”, de Luciana Veiga (co-autoria com Sônia Gondim), in Anais do I Fórum de Pesquisas Qualitativas, Juiz de Fora, MG, UFJF, 2000.

– “O MST na TV: Sublimação do Político, Moralismo e Crônica Cotidiana do nosso ‘Estado de Natureza’”, de Alessandra Aldé (co-autoria com Fernando Lattman-Weltman), Revista Contracampo, Niterói, MCII-UFF.

– “A televisão como repertório de exemplos: mecanismos de incorporação de explicações políticas”. Alessandra Aldé. Revista Teoria e Pesquisa, UFSCar, no. 38-39, 2/2001.


Título: Telejornal e a Formação da Opinião Política: Recepção e Processamento de Informações.

Resumo: A pesquisa empírica realizou um levantamento das atitudes políticas formuladas por cidadãos comuns, buscando mapear os esquemas cognitivos por eles utilizados para lidar com as informações a que têm acesso, e controlando o papel dos meios de comunicação na descrição e avaliação do mundo político. A partir do estudo intensivo de operações mentais realizadas por um número limitado de pessoas, identificar atitudes políticas e situações de comunicação comuns na sociedade, analisando suas influências recíprocas.

Responsável: Alessandra Aldé.

Apoio: CAPES, IUPERJ.

Produtos:

Tese de Doutorado. ” A construção da política: cidadão comum, mídia e atitude política”. Orientador: Marcus Figueiredo. Iuperj, dezembro de 2001.

 “A televisão como repertório de exemplos: mecanismos de incorporação de explicações políticas”. Comunicação convidada para a X Compós, a se realizar em Brasília, maio/junho de 2001.

“A versão da audiência: explicações para a política no discurso do senso comum”. Comunicação apresentada no GT Mídia, opinião pública e eleições, na XXII Anpocs, Caxambu (MG), outubro de 1998.


Título: Eleições 1996 – Propaganda Eleitoral na TV e Mídia Impressa.

Período: 2º semestre/1996

Resumo: Análise dos comerciais eleitorais veiculados pelos candidatos às prefeituras dos municípios de São Paulo e Rio de Janeiro, nos dois turnos, destacando de forma comparativa as estratégias de persuasão e de confronto discursivo entre os candidatos na busca de votos.

Equipe: Marcus Figueiredo, Alessandra Aldé, Heloisa Dias, Vladimyr Lombardo Jorge.

Apoio: CAPES, CNPq, IUPERJ, DM-9.

Produtos:

Marcus Figueiredo,  Alessandra Aldé, Heloisa Dias  e Vladimyr Lombardo Jorge. “Estratégias de Persuasão Eleitoral: Uma Proposta Metodológica para o Estudo da Propaganda Eleitoral”. Opinião Pública , vol. IV,  nº 3, CESOP/UNICAMP, novembro de 1997.

Marcus Figueiredo,  Alessandra Aldé, Heloisa Dias  e Vladimyr Lombardo Jorge. “Estratégias de Persuasão em Eleições Majoritárias: Uma Proposta Metodológica para o Estudo da Propaganda Política”. Série Estudos , nº 100 , Iuperj, julho de 1998.


Título: Ideologia Política, Persuasão, Propaganda Eleitoral e Voto

Período: abril/98 a outubro/98.

Resumo: Analisa a recepção e o efeito persuasivo da propaganda eleitoral na TV na formação da intenção de voto, no âmbito da campanha presidencial de 1998. O foco é dado pelo exame de como os eleitores comuns, selecionados por critérios de baixa escolaridade, baixa renda, baixo associativismo e baixo interesse pela política, usam seus recursos cognitivos a fim de selecionarem e processarem as informações difundidas através da propaganda eleitoral e como as utilizam na elaboração de suas preferências eleitorais. A hipótese central é que tais eleitores têm capacidade de suprir a ausência ou a escassez de conhecimentos sobre os assuntos da política com o estoque de conhecimentos extraído do seu cotidiano, somando-o a noções fragmentadas recebidas pela mídia e pela conversação, formando a  ideologia latente do eleitorado. O trabalho baseia-se em pesquisas qualitativas, entrevistas em profundidade e grupos de discussão, realizadas durante todo o período da disputa eleitoral.

Equipe: Luciana Fernandes Veiga e Raul F. Magalhães.

Apoio: CAPES (PICD), CNPq, IUPERJ.

Produto: Relatório Analítico