Pesquisas em Andamento

Título: Geografia do voto no Estado do Rio de Janeiro: estratégias partidárias e bases sociais do voto.

Resumo: O projeto visa identificar padrões de distribuição de voto no Estado do Rio de Janeiro,  buscando distinguir o efeito de variáveis espaciais, variáveis sócio-demográficas, classicamente estudadas pela sociologia eleitoral, e variáveis políticas. Dessa forma, o projeto pretende investigar a política eleitoral procurando conectar um conjunto de linhas de pesquisa que se desenvolvem independentemente, como por exemplo, o debate sobre os efeitos espaciais e contextuais do voto, de um lado, com a perspectiva que enfatiza as estratégias partidárias visando angariar o apoio de determinados grupos sociais (Przeworski e Sprague, 1986). Essa perspectiva analítica toma as estratégias partidárias como a variável central para explicar o comportamento eleitoral. As preferências são endógenas ao processo político e resultam das decisões dos partidos sobre que grupos de eleitores mobilizar e com que outros partidos e em que tipos de disputa coordenar seus esforços (Cox, 1997).

Responsável: Argelina Figueiredo

Apoio: Faperj – Programa Cientista do Nosso Estado

Produtos da pesquisa: Mapas eleitorais da cidade do Rio de Janeiro


Título: Dinâmica de sistemas políticos complexos: a política nas grandes metrópoles brasileiras.

Resumo: O projeto tem como objetivo principal explicar a dinâmica de sistemas políticos complexos (com mais de dois partidos que competem em espaços políticos multidimensionais) utilizando técnicas estatísticas e modelos analíticos desenvolvidos recentemente. Nosso objeto serão grandes metrópoles brasileiras onde o sistema político apresenta grande complexidade, com níveis de fragmentação partidária e volatilidade eleitoral muito altas. Combinando bases de dados eleitorais, pesquisas de opinião e dados censitários e utilizando técnicas de inferência ecológica e modelos baseados em agentes esperamos identificar e explicar as variações nas estratégias adotadas pelos diferentes partidos para a atração e manutenção de suas bases eleitorais.

Responsável: Fernando Guarnieri

Apoio: Faperj

Título do Projeto: O Congresso vai à Corte: questões políticas e Mandados de Segurança no Supremo Tribunal Federal.

Resumo: O projeto analisa os Mandados de Segurança apresentados ao STF por atores políticos ligados ao legislativo federal, desde o advento da Constituição de 1988, e que pretendem impugnar atos próprios do poder legislativo, tais como negativas de instalação de CPIs, requerimentos diversos e a tramitação de proposições legislativas. As seguintes questões motivam a pesquisa: Em que condições atores políticos ligados ao Congresso Nacional buscam guarida no Supremo para questionar decisões e procedimentos do âmbito interno do legislativo? Como a Corte tem decidido tais casos? Há diferenças no padrão de comportamento dos atores políticos e judiciais ao longo do tempo, desde 1988? A hipótese a ser explorada é que, no período pós-88, houve uma inflexão no STF quanto à aceitabilidade de ações judiciais que tratam sobre questões políticas e sobre decisões internas ao legislativo federal. Por sua vez, os atores políticos ligados ao Congresso passam a demandar mais perante o Judiciário. As mudanças de padrão decisório decorrem tanto da nova Constituição quanto das alterações no perfil ideológico do STF, aumentando gradualmente a importância do Poder Judiciário no processo decisório legislativo.

Além desse projeto individual, o pesquisador desenvolve atividades junto ao projeto “Geografia do Voto no Estado do Rio de Janeiro” e apoio à gestão do acervo audiovisual do Doxa.

Responsável: Júlio Canello

Apoio: Faperj – Programa de Apoio ao Pós-Doutorado no Estado do Rio de Janeiro